QUANTO VOU RECEBER NA VOLTA DAS FÉRIAS? SAIBA CALCULAR!

As férias são aquele período de descanso remunerado de 30 dias a que todo trabalhador tem direito quando completados 12 meses de prestação de serviços.  tão aguardado momento de descanso é, ainda, mais esperado quando se lembra que, na saída das férias, o empregado receberá o valor do seu salário acrescido de 1/3.

Desde já, vale lembrar que o pagamento das férias tem que ser realizado até 48h antes do início do período de descanso e quem determina quando serão usufruídas é o empregador (que deve avisar o trabalhador com, no mínimo, 30 dias de antecedência).

Mas, e quando volta de férias? Você é daqueles que toma um susto porque não sabe quanto vai receber ou, ainda, porque acha que vai receber seu salário integral, normal e depois se vê com as contas para pagar e sem ter saldo disponível? Então vamos hoje tirar as suas dúvidas!

Como falamos logo no começo, o trabalhador que sai de férias recebe o valor correspondente ao seu salário acrescido de 1/3 que a lei permite.

Então, importante desde já sabermos fazer essa conta: pegue o valor do seu salário bruto, divida por 3 e o resultado dessa divisão some ao próprio valor do salário. Exemplo: R$ 1.500 / 3 = R$ 500,00. Logo, R$ 1.500,00 + R$ 500,00 = R$ 2.000,00.

Saiba que sobre esse valor incidirão todos os descontos que normalmente sofre (INSS, IR – se for o caso, pensão alimentícia – se for o caso, plano de saúde – se for o caso).

E por qual motivo os descontos são feitos? Porque as férias NADA MAIS SÃO DO QUE O SEU SALÁRIO DO MÊS SEGUINTE, RECEBIDO DE MODO ANTECIPADO.

Veja: o que você, de fato, recebe “a mais” é só aquele 1/3, porque o restante é o salário que você receberia normalmente trabalhando naquele mês.

E é a partir daí que surge a dúvida (e o susto) da maioria das pessoas: QUANDO VOCÊ RETORNA DE FÉRIAS, VOCÊ NÃO TEM SALÁRIO A RECEBER, PORQUE JÁ RECEBEU DE FORMA ANTECIPADA.

Desse modo, se a pessoa não sabe fazer essas contas e entender o que efetivamente recebeu, sem dúvidas passará apuros no mês seguinte, porque muito provavelmente terá gastado boa parte do seu salário nas férias e terá deixado de se programar para as contas que normalmente paga a cada mês.

Para não ficar nenhuma dúvida, que tal entendermos um exemplo prático que você pode aplicar na sua situação? Vamos lá – basta você modificar as informações com as relativas ao seu caso:

  • Se você tirar férias no primeiro dia do mês:

DATA DE INÍCIO DAS FÉRIAS: 01/02/2021

DATA DE FIM DAS FÉRIAS: 02/03/2021

SALÁRIO: R$ 2.000,00

DATA DE VENCIMENTO PARA PAGAMENTO DAS FÉRIAS: 30/01/2021

VALOR A RECEBER DE FÉRIAS EM 30/01/2021: R$ 2.666,66

SALDO DE SALÁRIO EM 05/03/2021: R$ 0,00

  • Se você tirar férias durante o mês:

DATA DE INÍCIO DAS FÉRIAS: 15/02/2021

DATA DE FIM DAS FÉRIAS: 16/03/2021

SALÁRIO: R$ 2.000,00

DATA DE VENCIMENTO PARA PAGAMENTO DAS FÉRIAS: 13/02/2021 (sexta-feira)

VALOR A RECEBER DE FÉRIAS EM 13/02/2021: R$ 2.666,66

SALDO DE SALÁRIO EM 05/03/2021: R$ 933,33 (correspondente aos 14 dias de trabalho em fevereiro, antes do início das férias);

SALDO DE SALÁRIO EM 05/04/2021: R$ 1.000,00 (correspondente aos 15 dias de trabalho em março, quando retornou de férias).

ATENÇÃO! O início das férias não pode coincidir com 2 dias que anteceda feriados ou dias de descanso.

Você já sabia dessas informações? Ainda ficou com alguma dúvida? Ou agora, sabendo dos seus direitos, quer consultar um advogado especializado em Direito do Consumidor?

Entre em contato com a gente!

NAKAHASHI Advogados

contato@nakahashi.com.br

Comentários do Facebook
Rolar para cima