Limpeza de banheiros pode dar direito ao adicional de insalubridade.

A insalubridade diz respeito ao que não é saudável. E em se tratando de condições de trabalho, a insalubridade é quando o local ou atividade exercida, é prejudicial à saúde do empregado, seja ela a curto ou longo prazo.

Assim, temos como exemplo, a pessoa que realiza a limpeza de banheiros de grande circulação, realizando, inclusive, a coleta de lixo desse local, pode ter direito ao adicional de insalubridade.

E para esses casos, é devido o adicional no grau máximo de 40% sobre o valor do salário mínimo vigente, ou seja, se o empregado tiver direito a esse adicional, o empregador deverá pagar o valor de R$ 564,80 (quinhentos e sessenta e quatro reais e oitenta centavos) a mais no seu salário mensalmente.

E não é somente a pessoa responsável pela limpeza de banheiros de grande circulação que pode ter direito a este adicional, o enfermeiro, açougueiro, entre outros, também podem ter direito a este adicional, bastante apenas estar exposto à um ambiente de trabalho potencialmente prejudicial à saúde do trabalhador.

Por fim, vale enfatizar que, o adicional de insalubridade não é um direito adquirido, ou seja, não se incorpora à remuneração do trabalhador e, por isso, passa a não ser devido a partir do momento em que acabar a insalubridade.

Este artigo foi útil? Deixe um comentário!

Clique e consulte um advogado trabalhista especialista no assunto:

A Nakahashi advogados atua há mais de 14 anos na área trabalhista.

Comentários do Facebook
  • Nakahashi Advogado Trabalhista e Civil

    Receba sua
    consultoria de advogados especializados

  • Posts recentes

  • Arquivos

  • Tags