Demissão por Justa Causa: Conheça os seus direitos segundo a CLT

Demissão por Justa Causa: Conheça os seus direitos segundo a CLT

Entenda os seus direitos na demissão por justa causa!

A relação entre empregador e empregador é regida por uma série de normas e leis, cujo objetivo é garantir os direitos e deveres de ambas as partes. Uma das situações mais delicadas nesse contexto é a demissão por justa causa, um tema regulamentado pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no Brasil. Este artigo tem como objetivo fornecer uma compreensão abrangente sobre a demissão por justa causa, explorando as circunstâncias que a justificação e os direitos do trabalhador conforme desfrutados pela CLT.

O que é a demissão por justa causa?

A demissão por justa causa ocorre quando o empregador rescinde o contrato de trabalho com o empregado devido a um comportamento inadequado ou violação grave das obrigações contratuais por parte deste último. Nesses casos, a dispensa não dá direito a alguns benefícios normalmente associados às demissões sem justa causa, como o aviso prévio, multa de 40% sobre o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e acesso ao seguro-desemprego.

Causas previstas na CLT para demissão por justa causa:

A CLT estabelece uma lista de situações em que pode ocorrer uma demissão por justa causa. Algumas das causas mais comuns incluem:

  • Ato de improbidade: Roubo, fraude, falsificação de documentos ou qualquer conduta desonesta que prejudique a empresa.
  • Incontinência de conduta ou mau procedimento: Comportamento inadequado ou ofensivo, que compromete a harmonia do ambiente de trabalho.
  • Negociação habitual por conta própria ou alheia sem permissão do empregador: Realizar atividades comerciais sem autorização, prejudicando a empresa.
  • Condenação criminal do empregado: Quando a sentença criminal torna impossível a continuação da relação de emprego.
  • Desídia no desempenho das respectivas funções: Falta de comprometimento ou negligência grave no trabalho.
  • Embriaguez habitual ou em serviço: Consumo de álcool ou drogas durante o expediente.
  • Violação de segredo da empresa: Divulgação de informações comerciais que prejudicam a empresa.
  • Indisciplina ou insubordinação: Descumprimento de ordens ou normas internas de forma deliberada.
  • Abandono de emprego: Deixar de comparecer ao trabalho por um período prolongado e sem justificativa, demonstrando desinteresse pela posição e pela empresa.
  • Ato lesivo da honra ou da boa fama confessou no serviço contra qualquer pessoa, ou ofensas físicas, nas mesmas condições, salvo em caso de legítima defesa, própria ou de outrem: Cometer agressões verbais ou físicas que prejudicam a integridade emocional ou física de colegas de trabalho ou outras pessoas presentes no ambiente profissional.
  • Prática constante de jogos de azar: Envolvimento frequente em jogos de azar no local de trabalho, o que pode afetar a produtividade e a concentração.
  • Perda da habilitação ou dos requisitos estabelecidos em lei para o exercício da profissão, em decorrência de conduta dolosa do empregado. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)

Direitos do empregado na demissão por justa causa:

Apesar da demissão por justa causa ser uma medida drástica, o empregado ainda possui alguns direitos garantidos pela CLT:

  • Saldo de salário: O empregador deve pagar ao empregado todas as remunerações pendentes até a data da demissão.
  • Férias vencidas e proporcionais com acréscimo de 1/3: Caso o empregado tenha direito a férias não gozadas, elas devem ser pagas juntamente com um adicional de 1/3 do valor.
  • 13º salário proporcional: O empregado tem direito a receber o 13º salário proporcional aos meses trabalhados no ano.
  • FGTS: O valor depositado pelo empregador no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço continua sendo de responsabilidade do empregador.
  • Verbas rescisórias: Além dos valores acima mencionados, o empregado tem direito a outras verbas rescisórias, como indenização do aviso prévio, se aplicável.

Recurso da demissão por justa causa:

Caso o empregado se sinta injustiçado ou acredite que a demissão por justa causa não foi corretamente aplicada, ele pode recorrer à Justiça do Trabalho para contestar a dispensa. É importante buscar orientação legal nesse processo.

A demissão por justa causa é uma medida extrema que envolve consequências para ambas as partes. A CLT estabelece critérios específicos para a aplicação dessa modalidade de dispensa, visando proteger os direitos do empregado e promover um ambiente de trabalho justo. Ao conhecer seus direitos e deveres conforme a legislação vigente, tanto empregadores quanto empregados podem tomar decisões mais controladas e equitativas quando se deparam com situações de demissão por justa causa.

Ainda ficou com alguma dúvida? Ou agora, sabendo dos seus direitos, quer consultar um advogado especializado?

Consulte um de nossos advogados trabalhistas, que sempre buscam entregar a melhor solução para o seu caso!

A Nakahashi Advogados já está há 14 anos atuando e oferecendo o melhor atendimento!

É por isso que também usamos o WhatsApp online, fornecendo uma alternativa rápida e eficaz para nos comunicarmos.

Atendemos em todo o Brasil!

Para falar com nossos advogados especialistas – Clique abaixo

Demissão por Justa Causa: Conheça os seus direitos segundo a CLT
Demissão por Justa Causa: Conheça os seus direitos segundo a CLT
Demissão por Justa Causa: Conheça os seus direitos segundo a CLT
Demissão por Justa Causa: Conheça os seus direitos segundo a CLT
Comentários do Facebook
  • Nakahashi Advogado Trabalhista e Civil

    Receba sua
    consultoria de advogados especializados

  • Posts recentes

  • Arquivos

  • Tags