Como identificar assédio moral no trabalho

COMO IDENTIFICAR ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO?

Passar a maior parte do dia no ambiente de trabalho faz parte da rotina de milhões de brasileiros e, por isso, é importante prezar por um ambiente saudável e acolhedor. 

No entanto, em alguns casos, o local de trabalho acaba se tornando um ambiente causador de angústia e sofrimento devido ao assédio moral no trabalho.

Dessa forma, o objetivo deste post é ajudar a identificar essas situações para que 

Assim, o primeiro passo é entender o que é assédio moral no trabalho para que as medidas cabíveis sejam tomadas. 

O que é assédio moral no trabalho?

O assédio moral é qualquer prática que exponha alguém a situações humilhantes e constrangedoras de maneira repetitiva e prolongada.

Isso inclui práticas como excesso de trabalho, metas exigentes, apelidos ofensivos, vigilância excessiva e isolamento de funcionários.

O assédio moral no trabalho não fica restrito apenas ao ambiente de trabalho. Se ocorrer em ambientes externos, mas tem relações com o trabalho também se enquadra na prática. 

Situações que configuram assédio moral no trabalho

Um dos principais pontos que constituem o assédio do trabalho é a repetição. Logo, um evento isolado não é considerado assédio moral no trabalho

Outro ponto a ser considerado é que avaliações, críticas e cobranças fazem parte do dia a dia da empresa. Porém, é preciso ficar atento quando estas situações envolvem perseguições e humilhações de forma frequente e, se assim o for, são consideradas assédio moral no trabalho.

Como identificar assédio moral no trabalho?

Para reconhecer situações de assédio moral no trabalho basta ficar atento a episódios que causam incômodo, desconforto e sofrimento.

Algumas situações mais frequentes que podem ser consideradas como assédio moral no trabalho são:

  • Apelidos ofensivos;
  • Piadas humilhantes; 
  • Agressão verbal;
  • Ameaças;
  • Ignorar a presença do trabalhador;
  • Imposição de tarefas inferiores ou superiores à atribuição do empregado;
  • Brincadeiras relacionadas à fisionomia ou outro aspecto físico ou intelectual do empregado;
  • Rigor excessivo e colocação de metas inatingíveis;
  • Proibição de usar o banheiro;
  • Piadas sobre a orientação sexual;
  • Chamar a atenção do empregado de forma humilhante

Porém, é importante ressaltar que somente é considerado assédio moral quando acontece de forma frequente.

O assédio moral pode desencadear depressão, ansiedade, irritabilidade, síndrome do pânico, esgotamento físico e emocional desencadeadas dentre outros, afetando a vida pessoal e profissional. 

O que fazer em caso de assédio moral no trabalho?

Colete o máximo de provas possíveis para comprovar o assédio através de e-mails, testemunhas, gravações e outros. Faça anotações do que aconteceu com data e hora, nome do agressor e pessoas presentes.

Procure o RH ou a ouvidoria da empresa para relatar a situação preferencialmente de forma escrita para que fique registrado ou com testemunha presente.

Caso ações não sejam tomadas, é possível entrar com uma ação judicial. Para isso, o ideal é consultar um advogado trabalhista de confiança, antes de se desligar da empresa de preferência. 

Para mais informações leia o post Assédio moral no trabalho: confira as 6 principais dúvidas sobre o tema.

Você já sabia dessas informações? Ainda ficou com alguma dúvida? Ou agora, sabendo dos seus direitos, quer consultar um advogado especializado?

A Nakahashi Advogados está há mais de 12 anos no mercado de atuação em São Paulo e na grande São Paulo, formado por advogados experientes que permite encontrar soluções inovadoras para nossos clientes. Melhor recomendação. Nossa equipe já atuou em mais de 4.753 casos.

É por isso que também usamos o WhatsApp online, fornecendo uma alternativa rápida e eficaz para nos comunicarmos

Atendemos na capital São Paulo Capital, Zona Sul SP, Zona Leste, Zona Norte, Zona Oeste, Centro, além da grande São Paulo.

Para falar com nossos advogados especialistas – Clique abaixo:

Comentários do Facebook
  • Nakahashi Advogado Trabalhista e Civil

    Receba sua
    consultoria de advogados especializados

  • Posts recentes

  • Arquivos

  • Tags