5 principais dúvidas sobre licença maternidade

5 PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE LICENÇA MATERNIDADE

A licença maternidade permite um afastamento de forma temporária das atividades profissionais, sem prejuízo do emprego e do salário para que a mãe possa dedicar esse tempo ao filho. Esse direito pode gerar inúmeras dúvidas. Porém reunimos aqui as 5 principais dúvidas sobre licença maternidade. Não deixe de acompanhar!

1 – Quem adota tem direito à licença maternidade?

A resposta é sim!

A trabalhadora que adotar ou obtiver a guarda judicial de um menor de 18 anos tem direito à licença maternidade assim como as mães biológicas.

A licença maternidade não está apenas relacionada à recuperação pós-parto, mas também ao atendimento às necessidades da criança e fortalecimento dos laços de afeto com a família.

Aqui o período de licença tem duração de 120 dias e começa a contar a partir do momento da guarda.

Para realizar a solicitação é preciso apresentar ao INSS a nova certidão de nascimento da criança ou o termo de guarda para fins de adoção.

2 – Perdi o bebê. Tenho direito à licença maternidade?

Nas situações de aborto espontâneo ou autorizado por lei, a trabalhadora tem direito a um período de 14 dias de licença maternidade.

Porém, em caso de bebê natimorto, quando o bebê morre após a 23ª semana de gestação, a trabalhadora tem o direito a um prazo maior: são 120 dias de afastamento.

3 – É possível estender o período de licença maternidade?

Há duas possibilidades em que se pode estender o período de licença maternidade:

  • Se a empresa estiver inscrita no Programa Empresa Cidadã
  • Em caso de internação da mãe ou do bebe
    O programa governamental Empresa Cidadã concede benefícios fiscais às empresas que estendem o período de licença maternidade.

Se a empresa que você trabalha participar do programa, a trabalhadora pode escolher por estender a licença por mais 60 dias, resultando em 180 dias de afastamento (120 garantidos pela lei + 60 dias fornecidos pelo programa).

Neste caso é a trabalhadora quem deve solicitar a prorrogação da licença e a solicitação precisa ser feita até o primeiro mês depois do parto ou da data em que obteve a guarda da criança para os casos de adoção.

Com relação ao segundo tópico, se houver necessidade de hospitalização tanto da mãe quanto do bebe, o prazo da licença maternidade começa a ser contabilizado após alta hospitalar da mãe ou do recém nascido, o que ocorrer por último.

4 – Quem está de licença maternidade recebe décimo terceiro?

Sim, recebe!

O período da licença conta como tempo de serviço. Dessa forma, como qualquer outra trabalhadora, quem está de licença maternidade deve receber o décimo terceiro salário.

5 – Qual a diferença entre licença maternidade e salário maternidade?

É frequente a confusão entre licença maternidade e salário maternidade.

A licença maternidade corresponde ao direito de se ausentar do trabalho, sem prejuízo do emprego e do salário, por motivo de nascimento de filho, adoção, guarda judicial para fins de adoção, feto natimorto e aborto.

Já o salário maternidade é a remuneração que se recebe durante esse período afastada do trabalho.

Ainda ficou com alguma dúvida? Ou agora, sabendo dos seus direitos, quer consultar um advogado especializado?

A Nakahashi Advogados está há mais de 14 anos no mercado de atuação em São Paulo e na grande São Paulo, formado por advogados experientes que permite encontrar soluções inovadoras para nossos clientes. Melhor recomendação. Nossa equipe já atuou em mais de 16.753 casos.

É por isso que também usamos o WhatsApp online, fornecendo uma alternativa rápida e eficaz para nos comunicarmos

Atendemos na capital São Paulo Capital, Zona Sul SP, Zona Leste, Zona Norte, Zona Oeste, Centro, além da grande São Paulo.

Para falar com nossos advogados especialistas – Clique abaixo:

Comentários do Facebook
  • Nakahashi Advogado Trabalhista e Civil

    Receba sua
    consultoria de advogados especializados

  • Posts recentes

  • Arquivos

  • Tags