4 Dúvidas comuns sobre licença maternidade

4 DÚVIDAS COMUNS SOBRE LICENÇA MATERNIDADE

Você está grávida e está se preparando para conciliar a carreira com o cuidado com o recém nascido? Então, este artigo é para você!

Vamos abordar 4 dúvidas comuns sobre licença maternidade.

1 – O que é a licença maternidade?

A licença maternidade é um direito que possibilita afastamento das profissionais que estão grávidas de forma temporária, sem prejuízo do emprego e do salário.

O benefício é conhecido após o nascimento da criança, mas também se aplica a:

  • Aborto espontâneo ou autorizado por lei
  • Feto natimorto
  • Adoção de menor de idade ou guarda judicial para fins de adoção

2 – A trabalhadora tem direito a quanto tempo de licença maternidade?

A duração da licença maternidade depende do motivo pelo qual a trabalhadora solicitou o afastamento.

Funciona da seguinte forma:

  • Nascimento do filho: 120 dias
  • Adoção de menor de idade ou guarda judicial: 120 dias
  • Aborto não ilegal: 14 dias
  • Feto natimorto: 120 dias

Porém, há Convenções Coletivas de Trabalho que estendem o período de licença maternidade.

Dessa forma, verifique o que diz a convenção coletiva de sua categoria para saber direitinho qual deve ser a duração da sua licença.

3 – Quando começa a contar a licença maternidade?

A licença maternidade começa a ser contada a partir da data em que a empregada se afasta de suas atividades na empresa.

No caso da gestante, é possível escolher entre iniciar o benefício até 28 dias antes do parto ou na data do nascimento da criança.

4 – Como solicitar a licença maternidade na empresa?

Para as trabalhadoras com carteira assinada, para solicitar a licença basta apresentar alguns documentos direto na empresa.

Documentos necessários:

o atestado médico, se a trabalhadora precisar se afastar até 28 dias antes do parto
a certidão de nascimento do bebê ou certidão de natimorto, se o afastamento acontecer após o parto
Já no caso de aborto espontâneo, você deve apresentar o atestado médico oficial diretamente na empresa.

Lembrando que o pedido só não é feito ao empregador nos casos de adoção ou guarda judicial para fins de adoção que deve ser feito ao INSS.

Ainda ficou com alguma dúvida? Ou agora, sabendo dos seus direitos, quer consultar um advogado especializado?

A Nakahashi Advogados está há mais de 14 anos no mercado de atuação em São Paulo e na grande São Paulo, formado por advogados experientes que permite encontrar soluções inovadoras para nossos clientes. Melhor recomendação. Nossa equipe já atuou em mais de 16.753 casos.

É por isso que também usamos o WhatsApp online, fornecendo uma alternativa rápida e eficaz para nos comunicarmos

Atendemos na capital São Paulo Capital, Zona Sul SP, Zona Leste, Zona Norte, Zona Oeste, Centro, além da grande São Paulo.

Para falar com nossos advogados especialistas – Clique abaixo:

Comentários do Facebook
  • Nakahashi Advogado Trabalhista e Civil

    Receba sua
    consultoria de advogados especializados

  • Posts recentes

  • Arquivos

  • Tags